jump to navigation

Frase & Verso abril 30, 2010

Posted by eliesercesar in Sem categoria.
trackback

Vasconcelos Maia foi um dos grandes contistas da Bahia, cuja obra parece, infelizmente, esquecida. Seu estilo é enxuto e conciso; sua linguagem poética e solar; seus temas variam da celebração litorânea da vida – o mar, com sua beleza e seus mistérios – ao sombrio destino dos homens. Apreciem a descrição abaixo, realista como um instantâneo fotográfico, extraída do conto Sol, do livro Sol, Terra e Mar, coletânea  organizada pelo saudoso Guido Guerra.

“Era como um fruto peco. Pequeno, murcho, amorfo, parecia nunca ter passado pela mocidade normal, pulando duma puberdade débil à madureza anêmica. No rosto amarelo, chupado, sem queixo, de lábios finos e nariz insignificante, pareciam viver apenas os dois olhos, graúdos e protuberantes, com nódoas que desnudavam um fígado em ruínas”.

Anúncios

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: