jump to navigation

O espelho do mar – XIII – Um pesadelo como um cão do inferno julho 21, 2010

Posted by eliesercesar in Poesia.
trackback

XIII

Meus pensamentos são novamente cães convulsos,

cadávares calcinados pelas lavas,

despojos humanos às ruas arrastados.

(A mesma lâmina prestes a romper o seio da amada,

o metal assassino é mesmo um pensamento meu?),

O farol, apontando o barco perdido dos meus olhos

(guia dos meus olhos de veleiros),

muda rota dos meus pensamentos,

cães convulsos,

cães de tempestades.

Do livro: Os cadernos de Fernando Infante.

Anúncios

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: