jump to navigation

PAIS, OS PRIMEIROS MESTRES – A IMPORTÂNCIA DA FAMÍLIA NA EDUCAÇÃO INFANTIL. abril 12, 2011

Posted by eliesercesar in Artigos.
trackback

Família e escola juntas para formar pequenos cidadãos.

Por Andréia Lima Borges*

A primeira forma de educação que a criança recebe é a doméstica, proveniente dos pais, espelho e referência na tenra idade. Portanto, o comportamento na primeira infância vai refletir as atitudes da família. Uma família desestruturada por brigas constantes, pela droga ou o abuso do álcool, sem dúvida, será responsável pelas primeiras manifestações da criança no âmbito das relações inter-sociais e no campo dos primeiros passos da socialização. Um menino ou menina de comportamento tímido e retraído, com dificuldade na aprendizagem e no relacionamento com os colegas,pode indicar problemas originados em casa.

Daí a importância da boa educação doméstica para o desenvolvimento cognitivo da criança, antes mesmo do início da vida escolar. É com os pais que as crianças aprendem a manusear os objetos, a comerem sozinhos, escovar os dentes e fazer corretamente as necessidades fisiológicas. Também são os pais e o diálogo em casa os responsáveis pela articulação das primeiras palavras e a correção, subseqüente, da maneira de falar, com o domínio da coerência e da coesão, um processo  de aprendizagem, lento, gradual e constante.

Os pais são os primeiros e mais importantes parceiros da escola. Por isso mesmo convém repetir  uma sabia definição da didática voltada para a infância: “A qualidade da Educação Infantil depende,  cada vez mais, da parceria entre a escola e a família. Abrir canais de comunicação, respeitar e acolher os saberes dos pais e ajudar-se mutuamente. Eis algumas ações em que as únicas beneficiadas são as nossas crianças pequenas” (Carraro, 2006).

De fato, se as primeiras habilidades são apreendidas em casa, os pais são uma espécie de professores naturais, se assim podemos definir, legitimados pelo respeito dos filhos. Assim sendo, a escola tem a obrigação de não só valorizar a parceria com os pais (os primeiros mestres), como buscá-la e incentivá-la como um procedimento dialógico da pedagogia.

“A participação dos pais na educação dos filhos deve ser constante e consciente. A vida escolar e familiar se completa”, diz a especialista em  educação infantil pela Faculdade de Educação da Universidade Federal de Juiz de Fora (MG), Sonia Oliveira Silva, no artigo Educação, Escola e Família, publicado pelo site Artigonal (www.artigonal.com) , focado em educação. No mesmo artigo, Sonia ressalta que “o primeiro grupo de pessoas com quem a criança, ao nascer, tem contato é a família”, para em seguida continuar: “É interessante que logo a criança já demonstra suas preferências, seus gostos e suas diferenças individuais. Também a família tem seus hábitos, suas regras, enfim, seu modo de viver. É desse modo que a criança começará a aprender a agir, a se comportar, a demonstrar seus interesses e tentará se comunicar com esta família”.

Aliás, a participação da família no processo educacional  já é previsto pelo Estatuto da Criança e do Adolescente, pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação e pelo Plano Nacional de Educação. Os pais que deixam os filhos (em idade escolar) fora da escola são passíveis de punição legal. Até o Programa Bolsa-Família condiciona o pagamento do benefício à matricula das crianças na escola. Contínua e progressiva, a educação infantil deve se apoiar em um tripé dialético: escola-família-criança. Com isso, todos se dão as mãos para atingir o mesmo objetivo: formar pequenos cidadãos, brasileirinhos e brasileirinhas preparados para o futuro, o respeito ao próximo e pleno exercício da cidadania.

* Andréia Lima Borges é estudante do 7º semestre do curso de Serviço Social da Universidade Católica do Salvador (UCSal).

About these ads

Comentários»

1. Deise - abril 13, 2011

Parabéns, gostei muito desse artigo.

2. Tiago - abril 13, 2011

Realmente a familia é muito importante na formação do cidadão, esse texto retrata isso muito bem.
Parabéns.

3. Breno - abril 18, 2011

Gostei, muito desse artigo fala realmente da participação dos pais na educção das crianças.
Parabéns.

Fabiola - abril 18, 2011

Esse artigo está muito legal.

4. Tiago - abril 19, 2011

Esse artigo está ótimo retratando muito bem o papel dos pais na educacão de seus filhos.

5. Maísa - abril 19, 2011

Esse artigo está muito bem feito.

6. JACQUELINE ATAIDE BARRETO SANTOS - março 23, 2012

o seu artigo está muito bom. mas nao podemos deixar de pensar que nos dias atuais, a familia tem se modificado. agora temos familias compostas por dois pais ou duas maes. ou mesmo sem pai ou mãe.nos como educadores temos que nos preparar para alunos com esse tipo de situação.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: