jump to navigation

OS BRANCOS PEITOS DE DEUS setembro 25, 2012

Posted by eliesercesar in Poesia.
trackback

Assim como sem fé,
passei por muitas dores,
também sem fé
(em minha cega luz),
atravessarei, sem remorso,
sem riso, só para vingar
– da ilusão e do medo –
os meus, nossos irmãos, os seus,
cometa fulminante, atravessarei
os brancos peitos de Deus.
(Poema publicado no livro Os cadernos de Fernando Infante e  nº29 da revista Poesia Sempre, da Fundação  Biblioteca Nacional.)
Anúncios

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: