jump to navigation

Rádio Jabá FM – Programa 2

Ilusração: Afoba

Ilusração: Afoba

RÁDIO JABÁ FM

Uma comédia baiana

Personagens

Locutor

Camila Melo – repórter

Florisbela de Paulo – repórter

Toinho Zoião – eletricista

Albertinho Lisura – deputado federal

Edilberto Grill – músico

Delícia Faber – promoter

Texugo Chaves – Chefe de Estado latino-americano

Nilda Funk – sexóloga

Walmir Xícara – político

Dona Mamãe – eterna candidato a um cargo eletivo

Barack Obama – candidato a vereador

Escrachete do Brasil – vereador e dançarino

Gelcimar Toucinho – médico e cientista

<!– @page { margin: 2cm } P { margin-bottom: 0.21cm } –>

PROGRAMA 2

O cenário é um estúdio de rádio. O locutor está ao microfone. Ouve-se a vinheta, numa voz feminina, com a mesma modulação dos anúncios de aeroporto: Jabá FM, a rádio que não se vende.

Locutor (sempre com a voz empostada): Bom dia, ouvintes da Jabá FM, a rádio que não se vende.

(Colocando o som na caixa): Em homenagem aos antigos carnavais, a sua Jabá FM, a rádio que não se vende começa este programa com uma antiga marchinha carnavalesca, um hino à generosidade e ao desprendimento.

Ei, você aí,
me dá um dinheiro aí
me dá um dinheiro aí
Ei, você aí
me dá um dinheiro aí
me dá um dinheiro aí
Não vai dar?
Não vai dar não!
Você vai ver
a grande confusão
que eu vou fazer
bebendo até cair.
Me dá, me dá, me dá (oi)
me dá um dinheiro aí
Ei você, aí
me dá um dinheiro aí
me dá um dinheiro aí
Ei você aí
me dá um dinheiro aí
me dá um dinheiro aí

Locutor: Beleza, beleza de Creuza do Sinjorba! Quem não gosta de um dinheirinho aí.?!

(Colocando o som na caixa): Agora, a Jabá FM, oferece aos seus clientes, quer dizer, aos nossos ouvintes, a música mais tocada na rádio que não se vende, “Lasca madeira”, o pagode de Sandrinho Dengoso.

O lenhador vai pra floresta,

pega o machado

e lasca madeira,

lasca madeira,

lasca madeira.

O lenhador derruba a árvore,

pega o machado

e lasca madeira,

lasca madeira,

lasca madeira.

Pra fabricar a cadeira,

o lenhador entra no mato,

pega o machado

e lasca madeira,

lasca madeira,

lasca madeira.

No São João, pra fazer a fogueira,

o lenhador pega o machado

e lasca madeira,

lasca, painho,

lasca madeira.

Locutor: Depois dessa mensagem ecológica do Sandrinho Dengoso, hoje, apresentaremos o programa ,“Bombando a folia”, em pleno Carnaval, uma festa que oferece o conforto VIP do Camarote do “Xamego”, na melhor localização do circuito Barra-Ondina, onde a gente bonita e elegante pode se divertir, protegida pelas cordas e longe da bagunça do povão mal-educado e invejoso. E, para falar sobre o camarote mais disputado da folia baiana, convidamos aos nossos estúdios a grande Delícia Faber

(Entra Delícia Faber, mulher gorda, carona de panela, vestida numa bata branca e com colares em volta do pescoço robusto).

Locutor: Bom dia Dona Delícia.

Delícia Faber: Bom dia ouvintes da Jabá FM.

Locutor: A rádio que não se vende, a senhora esqueceu, Dona Delícia.

Delícia Faber: Isso mesmo, a rádio que não se vende.

Locutor (fazendo cara de guloso): Dona Delícia é verdade que vai ter muitos comes e bebes no camarote do “Xamego”.

Delícia Faber: Sim, fartura total.

Locutor: Mais comes ou mais bebes?

Delícia Faber: Mais bebes, por causa do calor.

Locutor (com voz ainda mais empostada):E por falar em calor, Dona Delícia, a Jabá FM recomenda neste carnaval a água mineral Frente Fria, a mais gostosa e mais barata da Bahia. (Com voz menos empostada): Mas, Dona Delícia Faber, como surgiu a brilhante, inovadora e segregacionista idéia de criar os camarotes.

Delícia Faber (com a cara um pouco contrariada): Em primeiro lugar, concordo que a idéia foi brilhante e inovadora, mas segregacionista jamais…

Locutor (com a cara de espanto): Não é segregacionista, Dona Delícia? Então, não segrega, no bom sentido da segregação, separando a massa abusada das pessoas bem-nascidas que desejam curtir o carnaval com paz e tranqüilidade?

Delícia Faber (mais paciente): Eu não diria, que segrega, pois no carnaval da Bahia há espaços pra todo mundo se divertir em paz.

Locutor: Mas não tem muito ladrão fora das cordas e dos camarotes?

Delícia Faber: É ladrão, tem em todo lugar, mas como eu ia dizendo, o camarote representa mais uma opção de conforto, requinte e serviço de qualidade para quem pode pagar…

Locutor: E quem não pode pagar? Vai pro Pelourinho, né Dona Delícia?

Delícia Faber: Para o Pelourinho e para a pipoca, onde o folião também brinca sob a proteção da nossa zelosa Polícia Militar.

Locutor: É, portanto, uma festa democrática, para todos…

Delícia Faber: Não, Paratodos é jogo de bicho e o bicho manda lá no carnaval do Rio de Janeiro, na aqui na Bahia quem comanda é o pessoal do axé music.

Locutor: Mas, aqui em Salvador, também não tem bicho na folia? É Camaleão, Crocodilo, Papa-Léguas, até Jacu já teve, viado, então, nem se fala. Basta passar pelo beco dos viados, ali na Barra. É uma esculhambação, uma chupação cabeluda.

Delícia Faber: Veja bem, o camarote representou um fenômeno de transformação da festa, que passou do cacete-armado…

Locutor (espantado): Epa!cacete-armado?

Delícia Faber (sem perder a compostura): Melhor dizendo, da desorganização que vigorou até o começo dos anos 90 para a sofisticação vip atual.

Locutor: De hippie a vip, portanto?

Delícia Faber: É, grosso modo…

Locutor (fingindo constrangimento): Grosso modo? Isso é modo de falar, Dona Delícia ?

Delícia Faber: Com boa vontade, pode-se dizer que a folia baiana passou mesmo do hippie radical dos anos 70, para o hippie chic dos 90, até chegar ao vip emergente dos últimos anos…

Locutor: Dona Delícia Faber, é verdade que, em seu camarote, vai ter muitos artistas da Grobo…

Delícia Faber: Globo…

Locutor (com cara de enfado): É dessa emissora mesmo, que a senhora falou.

Delícia Faber: Estamos preparados para receber da exuberante juventude de Juliana Paes à vigorosa decrepitude de Dona Canô.

Locutor (com cara de quem acaba de aprender uma lição valiosa): Pôxa! Exuberante juventude! vigorosa decrepitude! Falou pouco mais falou bonito, falou e dizeu, papo cabeça, Dona Delícia Faber.

Delícia Faber: Obrigada!

Locutor: De nada, Dona Delícia. Aliás, a senhora sabia que esta cadeira estofada em que a senhora está sentada foi comprada nas Lojas Impressionante? (Com a voz ainda mais empostada): Lojas Impressionante, compre agora e só pague mais adiante!

Delícia Faber: Não, não sabia. Eu só compro à vista. (Enfadada): Mas, não estamos aqui para falar do carnaval?

Locutor: Isso mesmo. (Com a voz mais empostada), o carnaval da água mineral Frente Fria, da Cerveja Escola, a preferida dos estudantes do Colégio Madre Tereza de Calcutá, da Cachaça Ressacada e das Salsichas Chourichão. (Com a voz menos empostada): Dona Delícia Faber, para encerrar a entrevista, deseje bom carnaval para os baianos.

Delícia Faber: Bom carnaval, baianos!

Locutor (com a voz mais empostada): Forte, fortíssima mensagem de paz e animação. Obrigado, Dona Delícia…(Voz quase suplicante): Aliás, Dona Delícia, a senhora tem aí uns convites para a galera da Jabá FM, a rádio que não se vende?

Delícia Faber: Passe lá no camarote.

Locutor: Valeu, valeu mesmo, Dona Delícia, bom carnaval.

(Colocando o som na caixa): E, agora, para encerrar o programa fiquem, novamente, com o hit que vai fazer seu Carnaval:

O lenhador vai pra floresta,

pega o machado

e lasca madeira,

lasca madeira,

lasca madeira.

O lenhador derruba a árvore,

pega o machado

e lasca madeira,

lasca madeira,

lasca madeira.

Pra fabricar a cadeira,

o lenhador entra no mato,

pega o machado

e lasca madeira,

lasca madeira,

lasca madeira.

No São João, pra fazer a fogueira,

o lenhador pega o machado

e lasca madeira,

lasca, painho,

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: